Custos de Armazenagem: Guia definitivo para redução de custos

custos de armazenagem
8 minutos para ler
Compartilhe:

Se você é dono de um negócio ou atua no setor logístico, com certeza deseja reduzir custos de armazenagem, certo? 

Enxugar gastos nunca é fácil, porém, hoje vamos ensinar como você pode reduzir os custos de armazenagem e até mesmo facilitar essa tarefa.

O benefício dessa melhoria será sentido em toda a sua cadeia de suprimentos e pode significar um aumento significativo no lucro mensal. 

Quer descobrir mais sobre a redução dos custos de armazenagem? Vem com a gente!

O que são custos de armazenagem?

Custos de armazenagem são todos os gastos atrelados ao ato de guardar os itens que são vendidos pela empresa ou utilizados como insumos de produção. 

Entram aqui as despesas que envolvem desde a manutenção do almoxarifado até em ambientes maiores, como centros de distribuição e armazéns. 

E não pense que se trata só dos gastos que surgem no estoque. 

É preciso contabilizar, inclusive, tudo que é investido para que os produtos cheguem até o consumidor. 

Veja alguns exemplos para fixar bem o conceito de custos de armazenagem:

  1. Despesas geradas pelo imóvel de armazenamento (aluguel, IPTU, conta de energia, internet e água);
  2. Mão de obra;
  3. Investimento em embalagens;
  4. Compra de equipamentos (desde prateleiras até uma empilhadeira);
  5. Valores gastos com seguro;
  6. Serviços terceirizados (como segurança local ou manutenção de equipamentos e computadores).

Logicamente, esses custos de armazenagem devem ser cobertos na estratégia comercial de precificação para que seu negócio consiga lucrar e ter verba para custear essas operações.

Contudo, o ideal é buscar formas de reduzir esses gastos para que seu preço seja competitivo.

Quais são os principais custos de armazenagem?

o que são custos de armazenagem

Agora chegou o momento de colocar um pouco mais de foco naquela lista que você conferiu no último tópico. Veja a seguir os principais custos de armazenagem!

1. Mão de obra

A não ser que você seja o Jeff Bezos e tenha robôs trabalhando no estoque, as tarefas de armazenagem ficam sob a tutela de colaboradores, que recebem salários e benefícios empregatícios.

Mão de obra é algo que representa uma grande fatia das despesas do setor, contudo, trata-se daquele dinheiro que, quando bem usado, é um investimento. 

Contratar bons profissionais e montar boas equipes pode até custar mais caro, mas a qualidade dos serviços pode ser um diferencial competitivo importante, tanto para enxugar despesas quanto para otimizar processos.

2. Infraestrutura

Junto com a mão de obra, os custos estruturais representam uma bela fatia dos investimentos empresariais em armazenagem. 

Aqui entram desde as contas do imóvel, os impostos pagos (caso a empresa seja proprietária) e tudo aquilo que precisa ser feito no local, desde uma simples pintura até uma reforma. 

3. Equipamentos

De nada adianta ter um local de armazenamento se ele não dispõe das ferramentas e equipamentos corretos para manejo das mercadorias. 

Já pensou um grande estoque sem prateleiras, pallets ou empilhadeiras para transportar lotes de produtos? 

Veja também: Controle de estoque: 7 melhores tipos e como fazer um controle efetivo

Muito provavelmente seria uma bagunça e qualquer serviço simples levaria muito mais tempo. 

Equipamentos logísticos são essenciais, por isso, eles são mais um investimento que um gasto.

Quer ter os melhores equipamentos para sua empresa? A Equipacenter está à disposição para atendê-lo.

4. Transporte

Os gastos com transporte também entram aqui. Lembre-se que eles envolvem desde a compra do veículo, até o pedágio dos trechos e as manutenções periódicas, que são fundamentais.

Gastos com transporte podem ser altos, por isso, vale muito a pena fazer umas contas e decidir se o melhor caminho para sua empresa é ter uma frota e funcionários para manejá-la ou terceirizar o serviço.

Caso você escolha a segunda opção, certifique-se que os valores também entrem no seu controle de gastos de armazenagem. 

5. Tecnologia

Muitos negócios utilizam softwares e sistemas para controle de estoque e logística. 

Eles também têm um valor, seja mensal (via assinatura de serviço) ou permanente (quando a empresa adquire o sistema e arca com a infraestrutura de TI, como servidores e computadores).

catálogo equipacenter 2023

5 métodos para reduzir os custos de armazenagem

custos de estoque e armazenagem

Chegou o momento de começar a focar no controle dos gastos. 

Veja a seguir o que você pode colocar em prática para reduzir as despesas de armazenagem. 

1. Utilize a tecnologia

O uso de sistemas de controle e análise de processos logísticos é indicado para dar mais precisão na gestão do setor. Essas ferramentas são capazes de fazer cálculos, simplificar e agilizar demandas.

O poder de processamento deles é incrível e muitos desses sistemas contam com relatórios detalhados que apontam gargalos dos processos e os custos mais latentes, o que ajuda na hora de decidir onde enxugar gastos sem comprometer resultados.

 2. Capacite a equipe

Uma equipe qualificada é capaz de executar mais em menos tempo, é a famosa eficiência. 

Todo mundo deseja uma equipe competente e eficiente, concorda? 

Contudo, para atingir esse patamar às vezes é preciso investir um pouco na capacitação. 

Treinamentos internos, workshops para debater melhorias e a contratação de cursos para os funcionários são alguns modos de capacitar sua equipe e gerar um bom impacto positivo.

Ao fazer isso, é comum que os funcionários sintam-se valorizados, o que também gera efeitos positivos no clima organizacional.

3. Controle bem os processos

Empresas que monitoram seus afazeres e analisam a eficiência de cada um deles conseguem entender bem onde o dinheiro está sendo desperdiçado. 

Sem um bom controle, fica muito mais difícil entender o que gera prejuízo e o que é o famoso “gasto necessário”.

Portanto, se sua missão é enxugar gastos, comece organizando a casa e tomando nota sobre os processos, o tempo que eles levam e o custo de cada etapa do fluxo logístico.

4. Revisite processos

Sabe aquele processo logístico super bem desenhado que vocês fizeram há 5 anos atrás? Talvez ele esteja se tornando obsoleto e sua equipe não está percebendo. 

Processos são como veículos, eles precisam passar por revisões periódicas para dar certeza que tudo está funcionando plenamente. 

Mesmo que redesenhar processos dê trabalho, é melhor gastar tempo com isso do que gastar dinheiro com operações que não funcionam tão bem. 

Veja também: Gargalos Logísticos: Exemplos + Como minimizar seus efeitos

5. Pense na distribuição do espaço

Já entrou em uma loja apertada e cheia de gente? Daquelas que você escolhe entre esbarrar nas pessoas ou nos produtos? 

Isso pode acontecer em armazéns também, e quando isso ocorre, há grandes chances de sua equipe estar desperdiçando tempo

O layout do espaço de trabalho também pode gerar atrasos, e tempo é dinheiro, você sabe disso. 

Pare um pouco e analise se os elementos no armazém estão bem distribuídos e contribuindo para uma circulação ágil e, acima de tudo, segura. 

Como calcular custos de armazenagem?

reduzir custos de armazenagem

Bom, você deve ter percebido que em vários momentos do conteúdo nós falamos sobre “analisar e monitorar”, porém, como calcular os custos de armazenagem? 

Se essa pergunta está te martelando neste instante, acompanhe a lógica abaixo.

Primeiro, vamos à fórmula:

CA = (Q/2) x T x P x I

Agora, vamos destrinchar os elementos que a compõe:

  • CA: É o fator que você quer descobrir, ou seja, o custo de armazenagem;
  • Q: A letra Q representa o total de material disponível em estoque em um determinado intervalo de tempo;
  • T: O fator T representa justamente o tempo de armazenamento considerado na sua análise;
  • P: Variante que leva em consideração o preço unitário dos itens que estão na análise de armazenagem;
  • I:  Aqui entra a taxa de armazenamento, que geralmente aparece como uma porcentagem do custo unitário dos produtos. 

Basta preencher cada espaço com a devida quantidade para ter o seu custo de armazenagem em mãos.

Hora de organizar o armazém

A Equipacenter tem tudo o que você precisa para seu armazém ficar organizado, bem equipado e plenamente funcional.

Se você é gestor de logística ou dono de um negócio, não deixe de conhecer o nosso portfólio!

Nossa equipe de vendas está pronta para oferecer a melhor negociação com ótimo custo-benefício.

Compartilhe:
Você também pode gostar

Deixe um comentário