Colheita de Amendoim: Como é feita e 4 principais dicas

Colheita de amendoim
9 minutos para ler
Compartilhe:

Se você é produtor rural e se interessa pela possibilidade de cultivar amendoim na sua propriedade, muito provavelmente está em busca de informações para acertar no plantio e conseguir bons resultados, certo?

Neste conteúdo, vamos te apresentar os principais detalhes sobre a colheita de amendoim, uma planta fácil de lidar e que tem uma alta procura no mercado interno. 

Continue a leitura para entender qual é a época ideal para colher, as técnicas utilizadas para arranquio e recolhimento e as diferenças entre a colheita mecanizada e a manual.

Aproveite e descubra também como a tecnologia pode ser a melhor amiga do produtor. 

Preparado? Então pegue uma porção do seu amendoim favorito e venha aprender com a gente!

Qual é a época da colheita do amendoim?

Para entender o ponto certo da colheita do amendoim é preciso dar um passo atrás e entender quando o plantio deve ser feito e como a plantação deve ser administrada.

O amendoim é uma planta leguminosa, assim como o feijão e a soja, de baixa estatura e que se adapta muito bem aos climas quentes da América do Sul. Por conta dessas características, indica-se que o plantio seja feito no meio da primavera ou no começo do verão.

Ou seja, o produtor deve se organizar para começar entre outubro e dezembro. 

Dê preferência para fazer o plantio ainda na primavera, uma vez que a temperatura do solo deve girar entre 18 e 20 graus para germinação e a planta se aproveita que o clima ainda não está tão quente para se desenvolver melhor.

Depois que a planta “ganha corpo”, as altas temperaturas são um excelente combustível, já que a planta se desenvolve bem em temperaturas superiores aos 30 graus. 

Após registrar a data de plantio, fique de olho no seu objetivo comercial, uma vez que a colheita do amendoim pode ocorrer em 2 momentos, de acordo com a intenção do produtor. 

Se seu objetivo é vender para produtores que fazem alimentos à base de amendoim cozido, é preciso colher os grãos entre 90 e 110 dias após o plantio. 

Contudo, se a finalidade é encaminhar a produção para torrefação, então a colheita deve ocorrer entre 130 e 150 dias depois do plantio, um tempo bem semelhante ao do milho de grão duro. 

Resumindo: São necessários entre 3 e 5 meses para colher o amendoim, que deve ser plantado entre o meio da primavera e começo do verão.

Logo, a colheita do amendoim deve ocorrer no outono.

Sinais de colheita do amendoim

Existem 2 bons indícios de que chegou a hora de colher o amendoim plantado. O primeiro é o amarelamento das folhas, que costuma ocorrer na chegada do outono.

Para saber se seu lote está no ponto certo, teste em uma planta com folhas amarelas. Retire-a do solo para analisar os frutos.

Se as vagens estão grandes e os grãos pequenos, ainda é preciso mais maturação. Se eles fazem um preenchimento quase total do interior da vagem, o ponto está bom.

O segundo indício diz respeito a coloração do interior da vagem. Se estiver escuro, os grãos estão bem maduros e, provavelmente, só vão servir para a torrefação. 

Caso as plantas estejam perdendo uma grande quantidade de folhas, o ideal é fazer a colheita imediata. 

Como é feita a colheita de amendoim?

O amendoim é uma planta de pequeno porte, com tamanho um pouco menor que o trigo, e toda a sua produção ocorre debaixo da terra, onde as vagens se desenvolvem. 

Por conta dessas características, a colheita do amendoim requer a retirada completa das plantas para que haja acesso fácil às raízes. Essa fase é chamada de arranquio e pode ser feita manualmente ou com assistência de maquinário.

O arranquio precisa ser feito em dias de sol. Se a terra estiver bem trabalhada e leve, as chances de perda de vagens para o solo diminui bastante, o que é essencial para elevar o potencial produtivo da lavoura. 

Para auxiliar nesta etapa, uma simples enxada ou arado já ajuda, contudo, é preciso refletir sobre o tamanho da área plantada.

Isso porque a colheita exige bastante esforço (nem sempre é fácil retirar a planta do solo) e se o lote for grande, pode ser necessário contar com muita mão de obra, o que encarece a produção. 

Secagem

Depois da retirada, as plantas precisam secar.

Esse processo é importante para a maturação dos últimos grãos e também para que ela elimine água antes do armazenamento, o que reduz as chances de perda por podridão e surgimento de fungos.

Em propriedades rurais mais bem equipadas, a secagem pode ser feita com secadores ou em carretas de fundo vazado.

Contudo, nas pequenas propriedades a técnica é a mesma utilizada há milhares de anos pelos indígenas: basta agrupar as plantas e estendê-las de forma que seja possível captar bastante luz solar. 

catálogo equipacenter 2023

Colheita de amendoim manual X mecanizada: entenda as diferenças

colheita de amendoim mecanizada

Existem diferenças importantes entre a colheita de amendoim feita manualmente e a realizada com assistência de maquinário.

A primeira, e mais óbvia de todas, é o tempo de execução da tarefa

Como dito, nem sempre é fácil retirar o amendoinzeiro do chão com as mãos. Por isso, o uso de ferramentas como um arado puxado com trator já fazem uma grande diferença. 

Mas o mais indicado, inclusive em estudos divulgados pela EMBRAPA, é utilizar máquinas adaptadas à colheita, chamadas de arrancadoras-invertedoras. 

O equipamento conta com lâminas em forma de “V” que movimentam a terra e facilitam a retirada. Em seguida, as hastes próximas às lâminas conduzem a planta até uma esteira que faz a separação completa do solo. 

Em seguida, um dispositivo faz o enreilamento, ou seja, inverte a posição da planta e deixa as vagens na parte superior.

Veja aqui uma foto do maquinário:

Crédito: Raimundo Estrela Sobrinho para www.embrapa.com.br

Além de auxiliar na redução de tempo de colheita, o uso de maquinário adequado potencializa os resultados ao reduzir o número de vagens que são perdidas quando há o arrancamento manual da lavoura. 

4 dicas para evitar perdas e fazer uma colheita de amendoim eficiente

Agora vamos à algumas dicas rápidas para ajudar você, produtor rural, que deseja ter bons resultados com a colheita do amendoim.

1. Faça o plantio no tempo correto

Plantar o amendoim durante a primavera dá tempo de sobra para a planta germinar com a temperatura certa e aproveitar ao máximo a elevação gradativa da temperatura, que ocorre conforme o verão se aproxima.

Plantar no frio ou plantar no meio do verão nunca são boas ideias. As baixas temperaturas travam o crescimento, enquanto as grandes chuvas de verão prejudicam a lavoura quando as plantas são muito pequenas.

2. Cuide bem do solo

O solo onde o amendoim é cultivado não deve ser muito compactado e nem seco demais. Lembre-se que o “ouro está debaixo da terra”, então, se o solo estiver muito compacto existem grandes chances de perder boa parte da produção na etapa de arranquio. 

O solo seco, por sua vez, não oferece os insumos necessários para desenvolvimento das vagens, o que pode retardar a colheita ou reduzir seu potencial. 

3. Administre bem o processo de secagem

A secagem deve ser feita com bastante cuidado para evitar que as plantas sejam armazenadas com excesso de umidade. Caso isso aconteça, ampliam-se as chances de perda de produção por conta de fungos.

Tenha certeza que as plantas estão bem secas antes de fazer a limpeza e processamento das vagens. 

4. Conte com a tecnologia a seu favor

O uso de tecnologias adequadas potencializa os resultados da lavoura, reduz o custo com mão de obra e diminui as chances de perdas. 

Por mais que você seja um pequeno produtor rural, sempre leve em consideração que certas tecnologias são investimentos, ou seja, são custos que oferecem benefícios futuros.


Esqueça aquela história de que tecnologia no campo é coisa de grandes produtores. Existem diversas opções de ferramentas e maquinários com preço justo e eficácia garantida, que foram feitas para ajudar todos os produtores, independentemente do porte de suas lavouras. 

Tecnologias que ajudam na colheita do amendoim

Além do maquinário citado acima, existem outras tecnologias que ajudam desde o plantio até a colheita do amendoim. 

O uso de enxadas, tratores e arados, que são instrumentos de trabalho comuns nas propriedades rurais e já fazem uma diferença significativa em relação à colheita 100% manual. 

Mas nem toda a tecnologia está relacionada à fase final da produção. O uso de drones para pulverização de fertilizantes e defensivos agrícolas é uma opção bem interessante.

Eles conseguem analisar a plantação por cima, o que ajuda não apenas na hora de uniformizar o manejo dos defensivos, mas também no momento de visualizar a saúde e as condições gerais da lavoura. 

Outra tecnologia bastante útil para os produtores — especialmente os que lidam com grandes lavouras — é o GPS agrícola

Ele pode ser acoplado aos tratores e até mesmo pivôs de irrigação para verificar o trajeto percorrido por essas máquinas, garantindo que toda a área plantada receba a devida atenção e cuidado. 

gps agrícola

Conte com a Equipacenter para modernizar sua lavoura!

Aqui no blog da Equipacenter você encontra dicas para potencializar os resultados da sua lavoura e informações úteis para que sua produção rural seja cada vez melhor.

Contudo, se você procura mais que informação, nós também temos a solução. 
Visite o site da Equipacenter e conheça nosso portfólio de equipamentos para produtores rurais, como os GPS Agrícolas, e também para armazenamento e logística, que são etapas fundamentais para escoar sua produção e gerar bons resultados.

Compartilhe:
Você também pode gostar

Deixe um comentário