Drone na Agricultura vale a pena? 10 vantagens de uso

Drone na agricultura
9 minutos para ler
Compartilhe:

Já ouviu falar na utilização de drones na agricultura?

Se você está chegando agora nesse mundo de integração da tecnologia à agricultura, pode estar surpreso em saber dessa união tão improvável.

Porém, o drone é uma das ferramentas mais precisas e que ajudam muito na otimização de trabalhos e produção da lavoura.

Mas, como isso acontece?

Nesse artigo, compartilharemos com você tudo o que precisa saber sobre a utilização de drone na agricultura.

Qual a função de um drone na agricultura?

uso de drone na agricultura

O Drone na agricultura tem a função de monitorar a lavoura e identificar áreas com irregularidades.

Por meio de sensores e câmeras, a ferramenta fornece ao produtor rural dados e informações sobre o estado das plantas.

Assim, se uma área está fora do esperado, é possível focar em ações de recuperação apenas naquele ponto, sem a necessidade de intervir em toda a plantação.

Por exemplo, se ao identificar, com a ajuda do drone, que apenas o espaço de um hectare de terra está sofrendo com pragas, ao invés de aplicar um defensivo agrícola em toda a plantação, pode-se aplicar apenas naquela região.

O interessante é que o drone serve tanto para pequenas e médias plantações, quanto, e especialmente, para grandes lavouras, logo que o dispositivo oferece uma rápida e ágil cobertura de terreno, algo fisicamente impossível ao ser humano.

Dessa forma, o produtor agrícola ganha em economia de tempo, energia e insumos no cuidado de sua plantação, logo que suas ações serão mais focadas e eficazes.

10 vantagens do drone na agricultura

vantagens drone na agricultura

Já deu para perceber o quão vantajoso é utilizar essa ferramenta na agricultura.

Suas utilizações são versáteis e, abaixo, separamos algumas das vantagens do drone na agricultura.

1. Monitoramento

O primeiro e maior motivo de utilização do drone no campo é o monitoramento da área de plantio.

O sobrevoo do drone com câmeras e sensores de última geração permite um acompanhamento cotidiano mais preciso de uma área muito maior, em comparação se monitorada apenas pelo esforço humano.

Além disso, com a ajuda de softwares, ou seja, programas de computador, também é possível o tratamento, armazenamento e análise de dados coletados para entender os fenômenos ocorridos na plantação.

Além disto, a visão panorâmica que esse dispositivo oferece ajuda na demarcação da área de plantio, acompanhando o crescimento e evitando que ultrapasse os limites definidos.

gps agrícola

2. Sensoriamento remoto

Com o sobrevôo do drone, são coletados muitos dados sobre a plantação, dependendo dos sensores que o mesmo possui. 

Mas, o que fazer com esses dados?

Entra aqui o que chamamos de sensoriamento remoto que, com a ajuda de softwares, ou seja, programas de computador, é feito o tratamento, armazenamento e análise de dados coletados para entender os fenômenos ocorridos na plantação.

3. Índice de Vegetação por Diferença Normalizada

O Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (IVDN) é o resultado de alguns cálculos matemáticos que contribui na administração e produtividade da plantação, em ações como detecção e controle de pragas e mapeamento agrícola e hídrico.

É um dado que contribui muito no sensoriamento remoto e que, se somados, oferece ao produtor rural uma visão completa do status da plantação.

4. Menor tempo de operações

Das diversas atividades que os drones desempenham, muitas delas também podem ser desempenhadas por algumas aeronaves e até mesmo por satélites.

A grande diferença está na agilidade do recebimento das informações.

O drone disponibiliza em tempo real dados sobre número de plantadas, área de plantio e até mesmo sobre a saúde das plantas em um tempo bem inferior, comparado a outros meios.

5. Retorno sobre o investimento

Quando pensamos que a utilização do drone evita perdas, fica evidente a sua vantagem econômica.

Até mesmo se comparado à utilização de outros dispositivos para os mesmos resultados (como satélites e aeronaves, que citamos no tópico anterior).

O drone apresenta inúmeras vantagens, logo que seu valor de aquisição e utilização é bem inferior.

Tudo isso representa um rápido retorno sobre o investimento, quando bem aplicado, já na primeira safra.

6. Inspeção do sistema de irrigação

Ainda na mesma linha de monitoramento, uma das maiores dificuldades de quem lida com plantações é acompanhar o sistema de irrigação, logo que diversas plantas, ao crescerem, encobrem tal sistema e complicam a inspeção de irregularidades.

Com os drones, as imagens produzidas em alta qualidade pelo sobrevoo mais baixo e perto da lavoura possibilita a manutenção precisa de pontos que necessitam de atenção, evitando perdas.

7. Demarcação de plantação

A visão panorâmica que esse dispositivo oferece ajuda na demarcação da área de plantio.

Nesse sentido, sua utilização na delimitação de espaços de plantio pode ser útil de dois modos: 

1) Primeiro, na análise de terreno, identificando quais locais estão mais propícios para a cultura de uma ou outra plantação.

catálogo equipacenter 2023

2) Segundo, no acompanhamento do crescimento das plantas, evitando que ultrapasse os limites destinados à elas.

8. Contagem do número de plantas

Ainda associado à demarcação de espaços, os drones também são capazes de contar o número de plantas nessas delimitações.

Por isso, por meio de algoritmos, essa informação pode ser transformada em ações de foco em otimização de espaços pouco produtivos e realizar o replantio, de forma mais eficiente.

9. Aplicação e pulverização de defensivos

Além de simplesmente identificar pragas e doenças nas plantações, diversos modelos de drones também possuem a capacidade da aplicação e pulverização de defensivos às plantas.

E a melhor parte é que tudo pode ser feito de forma remota, ou sob grandes distâncias.

Novamente, isso se reflete em uma melhor gestão e otimização de tempo e insumos.

10. Encontrar focos de incêndios

Em algumas regiões do país, em determinadas épocas do ano, é comum o aparecimento de focos de incêndios devido à baixa umidade do ar somada às altas temperaturas e às ações humanas.

E sabemos o tamanho do prejuízo que os incêndios dão quando chegam às plantações e o quão perigoso pode ser a aproximação do ser humano ao fogo.

Assim, com o drone é possível identificar à distância focos de incêndio e evitar que se espalhem por um grande espaço, controlando-os.

Qual a relação do drone com a agricultura de precisão e por que é importante entender isso?

Em um mundo globalizado e competitivo, cada vez mais é exigido um produto de qualidade e que atenda grandes parcelas da população mundial.

Quando falamos em agronegócio, então, esse fato se torna ainda mais exponencial.

Um claro exemplo disto são os dados apresentados pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura

Segundo a instituição, em uma escala de bilhões de dólares, o Brasil foi o quinto maior exportador de produtos agrícolas do mundo em 2021.

Esse é um dado extremamente importante de ser observado pelo produtor agrícola, pois mostra como o país está aproveitando o momento para lucrar com diversos tipos de commodities agrícolas.

Nesse sentido, ficam evidentes as oportunidades que surgem a partir deste movimento do país e que devem ser aproveitadas pelo agricultor.

Mas, como competir em um mercado tão aberto, mas também tão competitivo?

Entra aqui a importância da agricultura de precisão.

Essa é uma estratégia de gerenciamento agrícola que se utiliza de ferramentas tecnológicas para levantamento de dados e tomada de decisões melhor embasadas e mais precisas.

Dentro deste cenário de rankeamento de exportadores agrícolas mundiais, especialistas destacam que o bom desempenho do Brasil no último ano também se deu pela aplicação da agricultura de precisão por boa parte dos produtores.

Nesse sentido, diversos dispositivos tecnológicos vêm contribuir com com a adoção desta prática. O drone é uma delas e, de longe, também uma das mais importantes.

Isso se deve, além de todos os benefícios que já apresentamos aqui, pela sua possibilidade de utilização dele, desde o planejamento do plantio até a pós colheita, sendo proveitoso em todo o processo.

Podemos destacar o seu uso para:

  • Monitoramento das plantações;
  • Detecção de pragas;
  • Estimativas de produtividade;
  • Contagem de plantas;
  • Identificação de linhas de falhas no plantio;
  • Dentre diversos outros proveitos.

Pode-se perceber, portanto, que o drone na agricultura é uma ferramenta extremamente importante na otimização da produção agrícola e competitividade no mercado nacional e mundial.

Vale a pena ter um drone na minha lavoura?

A utilização de drone na lavoura é um investimento certeiro.

Ao contrário de diversos outros dispositivos e ferramentas, que possuem vantagens e desvantagens em sua utilização, o drone não apresenta nenhuma inconveniência em seu uso.

Muito pelo contrário. 

Hoje, muito se fala sobre a era da informação e este tipo de dispositivo vem totalmente em direção a isso, ajudando o produtor agrícola na tomada de decisões mais precisas, coerentes e seguras, deixando de lado todo o achismo.

Tudo isso se reflete em produções mais otimizadas, eficiência nos mais diversos tipos de cultivos e culturas, além de planos de ação mais estratégicos, consequentemente se reverberando em uma maior lucratividade e um retorno sobre o investimento rápido e certeiro.

Por isso, sim, vale a pena apostar no drone em sua lavoura.

Tecnologia que veio para ficar!

E a analogia com “voar alto” claramente não será apenas aplicada ao drone.

Depois de tudo o que apresentamos aqui, fica evidente que a utilização desta ferramenta é mais que benéfica e assertiva.

A agricultura de precisão veio para ficar e é preciso se aproveitar desta onda, se utilizando destas ferramentas disponíveis ao produtor agrícola, como o drone, ou o GPS agrícola, outro dispositivo também extremamente impactante nesse sistema de gerenciamento.

Quer saber mais sobre esse outro dispositivo?

Então, não deixe de acompanhar o artigo que preparamos para você ficar por dentro sobre como funciona o GPS Agrícola.

Compartilhe:
Você também pode gostar

Deixe um comentário